• Atom Jr

A importância da análise da cultura de boi

A pecuária é de suma importância para a economia brasileira. Ela corresponde a mais da metade da produção agrícola em países desenvolvidos e mais de um quarto em países em desenvolvimento.

Nos últimos anos, o Brasil tem se destacado como um dos maiores produtores de carne e de leite do mundo, onde a agropecuária é responsável por aproximadamente 7% do nosso PIB (Produto Interno Bruto).


Durante um longo período, aumentar a produção agropecuária estava diretamente ligada a expandir as áreas de cultivo e suas fronteiras. Entretanto, atualmente isso não é mais comum, uma vez que o desenvolvimento da biotecnologia trouxe diversas vantagens nesse ramo, sendo conhecida por implementar grande produção em pequeno espaço físico.

Nos últimos vinte anos as pesquisas e estudos direcionados à produção agropecuária no Brasil tiveram um grande crescimento. A Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) tem papel fundamental neste processo, com a atuação de cerca de dois mil pesquisadores.

Desta maneira, no cenário atual, a biotecnologia possui um papel essencial no aumento da reprodução de bovinos, de forma que ela seja feita da melhor maneira possível, consciente e otimizando o sistema de produção, diminuindo custos, e consequentemente aumentando o lucro.

A fertilização in vitro

Uma biotécnica muito utilizada para acelerar a reprodução de bovinos é a FIV (fertilização in vitro). Essa técnica é responsável pela otimização da progressão genética, sendo capaz de permitir que uma única fêmea reprodutora gere centenas de bezerros no período de um ano.

Desta forma, esse processo se dá tendo como ponto de partida a coleta de óvulos de uma fêmea doadora, que passarão por um processo chamado de maturação in vitro, para serem fecundados posteriormente. A seguir, é utilizado o sêmen de um macho previamente escolhido, visando espermatozoides viáveis, para então ocorrer a fecundação e em seguida o desenvolvimento inicial dos embriões. Por fim, os embriões são direcionados às fêmeas receptoras, que irão gerar os futuros bezerros.

As análises


Na pecuária, é interessante analisar embriões em estágio inicial (blastocisto). Isso é feito visando prever possíveis aneuploidias, tal qual selecionar características genéticas de interesse ou não, por exemplo doenças respiratórias e o gene da infertilidade.

Neste contexto, podemos quantificar o gás oxigênio e o peróxido de hidrogênio, dissolvidos no meio de cultivo de células, pois estudos apontam que a produção de espécies reativas de oxigênios e peroxidação lipídica podem causar certos danos as células espermáticas. Para isso, podem ser utilizadas duas técnicas: A Citometria de fluxo e a Espectroscopia de Ressonância Eletrônica.

A citometria de fluxo é utilizada para realizar a separação, a contagem individual de células e detecção de biomarcadores proteicos. Neste caso, ela é utilizada para quantificar os componentes celular, onde o meio de cultivo celular é adicionado a uma solução tampão e posteriormente conduzidas a um laser, que com o auxílio de um marcador especifico, é capaz de quantificar o oxigênio.

Por outro lado, a espectroscopia de ressonância elétrica atua de forma que a análise da substância é realizada por meio da detecção da excitação eletrônica de tais substâncias, sendo possível identificá-las por meio do comprimento de onda da região de micro-ondas.

Desta forma, é notório que otimizar a reprodução de bovinos é de suma importância para se obter um melhor desempenho no setor pecuário no Brasil. Nós da Atom Jr. realizamos as análises abordadas, entre em contato conosco e solicite uma reunião de diagnóstico.
38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Atom Jr.

  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon